Começando com MySQL

Meu primeiro contato com banco de dados, foi em 2009, e foi com o MySQL. Um SGBD (Sistema Gerenciador de Banco de Dados) relacional e orientado a objetos, que pelo nome, já dá a pista que utiliza a linguagem SQL (Structured Query Language).

Criado na Suécia e em 2008, a MySQL AB, desenvolvedora do MySQL, foi adquirida pela Sun Microsystems por US$ 1 bilhão. No dia 20 de Abril de 2009, foi anunciado que a Oracle compraria a Sun Microsystems e todos os seus produtos, incluindo o MySQL.

MySQL é robusto, multiusuário, multitarefa e inicialmente desenvolvido para projetos de pequeno e médio porte. Alguns dos grandes motivos por ser muito utlizado, é por ser open source e a fácil integração com o PHP incluído. Tem compatibilidade com a maioria dos sistemas operacionais, por ter sido desenvolvido em C e C++.

Características do MySQL

Como já foi citado, compatibilidade com várias plataformas como: Windows, Linux, Unix e outros. Suporte a várias linguagens como PHP, C, C++, Java, Python, Ruby e mais. Um bom sistema de senhas criptografadas flexível e segura. Suporte a ODBC (Open Database Connectivity), padrão que define um conjunto de interfaces que permitem o uso de linguagens de programação como Visual Basic, Delphi, Visual C++, Java, entre outras capazes de utilizar estas interfaces, para ter acesso a uma vasta gama de bases de dados distintas sem a necessidade de codificar métodos de acesso especializados.

Algumas outras características:

  • Excelente desempenho e estabilidade;
  • Pouco exigente quanto a recursos de novos hardware;
  • Facilidade no manuseio;
  • Contempla a utilização de vários Storage Engines como MyISAM, InnoDB, Falcon, BDB, Archive, Federated, CSV, Solid…
  • Suporta controle transacional;
  • Suporta Triggers;
  • Suporta Cursors (Non-Scrollable e Non-Updatable);
  • Suporta Stored Procedures e Functions;
  • Replicação facilmente configurável;
  • Interfaces gráficas (MySQL Toolkit) de fácil utilização.

Instalação

Windows/ OS X

Pode ser feito via download do instalador no site oficial.

Linux

No Linux, além de poder ser feito o download como no windows/OS X, podemos fazê-lo pelo comando:

1
2
3
4
5
# Debian/Ubuntu
apt-get install mysql-server

# Fedora/CentOS
yum install mysql-server

MySQL Client

O servidor é o responsável por armazenar os dados, responder às requisições, controlar a consistência dos dados, entre outras coisas. Aém disso, precisamos da comunicação com o servidor através da SQL. Para isso, temos algumas ferramentas como: MySQL Workbench, Sequel Pro, HeidiSQL, phpMyAdmin, Toad for MySQL, MySQL-Front, Neor Profile SQL e mais.

Para os usuários que preferem a linha de comando. Podemos instalar o mysql-client, no Linux, via linha de comando:

1
2
3
4
5
# Debian/Ubuntu
apt-get install mysql-client

# Fedora/CentOS
yum install mysql-client

Que permite você se conectar a um servidor MySQL. Ele lhe dará a possibilidade de utilizar na linha de comando o mysql.

Mesmo gostando muito da linha de comando, o meu preferido e o que mais utilizo é o Workbench.

Workbench

O MySQL Workbench é uma ferramenta gráfica que permite fazer modelagem de dados, desenvolvimento em SQL e administração do servidor MySQL.

O download pode ser feito no site oficial. Por linha de comando no linux, pode ser feito com o comando:

1
2
3
4
5
# Debian/Ubuntu
apt-get install mysql-workbench

# Fedora/CentOS
yum install mysql-workbench

Conclusão

Para não ficar muito extenso o artigo, veremos a continuação em um próximo artigo. Onde daremos continuidade com a configuração do mesmo.

Ao fechar este aviso ou continuar navegando no site Nerd Calistênico, você aceita o uso de cookies.

Este site usa cookies para assegurar a melhor experiência para os nossos usuários. Consulte nossa política de privacidade.

Uma nova versão está disponível. Clique aqui para atualizar.