O ano que mudou a minha vida

A exatamente 1 ano atrás eu estava partindo para a carreira solo, saindo da empresa que eu estava, para me dedicar aos planos pessoais. Depois de 11 anos de trabalho em algumas áreas e empresas sem férias, estava na hora de tirá-las.

Para o artigo não ficar muito extenso, serei o mais direto possível, para explicar o tema desse texto. Então, vamos aos tópicos.

Os males do estresse

Um grande defeito de algumas pessoas que são Workaholics, como eu, está em se preocupar demais. Se por um lado, algo é muito importante para você, sendo natural que a preocupação seja grande, por outro, precisamos entender que na vida é necessário se ter um equilíbrio e dosagem.

Principalmente no trabalho, com prazos curtos, trajeto complicado e falta de harmonia de pensamentos na elaboração de projetos, podem provocar um grande estresse.

Tem o artigo lidando com o estresse de programadores, bem legal, que fala sobre estresse e dá algumas dicas para lidar com o assunto.

Infelizmente, as vezes só aprendemos, errando. E o erro que eu dexei acontecer, foi consentir que o estresse ultrapassasse o limite. Com isso, a qualidade de vida e a motivação foram para o espaço.

Cirurgia e recuperação

No dia 16 de junho de 2015, dei entrada no hospital com fortes dores nos rins. Espero que niguém sinta as dores de se ter cálculos renais(Pedras nos rins). Assim, sendo submetido ao procedimento de Ureterorrenolitotripsia. Chega de lembrar, né? :/

Tive que conviver com o catéter duplo J, por alguns longos dias. Conseguindo me livrar dele, por volta do dia 15 de julho. Basicamente, o primeiro mês de carreira solo, não foi muito glamuroso. rs

Portanto, beba bastante água, não fique só no café. Acredite, estou sendo muito seu amigo, para que não conheça essa dor.

Teoria do caos

Com base na lei da Teoria do caos, devemos ter cuidado até com os pequenos detalhes. E quando vemos pequenas ou grandes situações, que preferimos ignorar?

Muitos meses com o estresse elevado, poucas horas de sono, não bebendo água e mais alguns fatores. O que isso pode resultar?

A teoria é simples, mas na prática, nem sempre tratamos como se deveria, o nosso corpo ou mente.

Então em julho de 2015, estava no meu pior estado psicológico. No mesmo período estava acontecendo aqueles assaltos com facas no centro da cidade, que foi bem noticiado na TV. Mais um fator que se somou.

O resultado foi ter um príncipio(chamo assim, porque não busquei ajuda médica) de síndrome do pânico. Felizmente, só tive uma vez a crise, mas suficiente para repensar algumas opiniões. As vezes não vemos a gravidade desses assuntos que envolvem nossa mente.

Após esse evento, foi difícil sair de casa, demorou algumas semanas e até meses para isso. Você não ter controle do que quer fazer, é punk. Não façam como eu fiz, nessas situações, procurem ajuda.

Momento decisivo

O que eu amo fazer se tornou algo muito estressante, que é mexer com o desenvolvimento web. Então, tomei a decisão de largar isso e começar a pensar em outra área. Não via outra saída, já que continuar na mesma área, despertava um estresse por acumulação.

Alguns amigos tentaram fazer com que eu mudasse de ideia. Em todo esse período só fiz um freelance, usando AngulaJS, a convite do meu amigo Allan Batista. Ao final do mesmo, vi que não conseguia separar estresse de desenvolvimento. Assim, saindo de algumas sociedades e recusando trabalhos.

Esse foi o ponto zero, se não me engano, foi no meio do mês de setembro. Assim, depois de muito refletir, tinha que tomar uma decisão. Decidi que iria continuar na área, mas tinha que resolver a questão do estresse.

Um novo capítulo

Decidido a continuar fazendo o que gosto, comecei a me dedicar aos projetos de código aberto e a escrever mais artigos para o meu blog.

Em outubro, viajei para Argentina e Foz do Iguaçu. Como ainda estava no início do processo de equilíbrio, não aproveitei 100%, mas foi bem bacana, conheci as Cataratas dos dois lados e outros lugares.

Para me ajudar também, fiz alguns projetos para ajudar amigos. Fazendo desde layouts no photoshop(tenho um pé no design) até a programação.

Como tinha um dinheiro guardado, pude me dar ao “luxo” de tirar todo esse tempo para mim, não fazendo freelas ou trabalhando.

Outra coisa que me ajudou bastante, foi começar a reforma da minha casa. Assim, com todos esses objetivos, começou um novo capítulo na minha vida.

Projetos

Até o final de 2015, o estresse ainda estava muito presente, mas seguia com os meus planos. A reforma da casa, teve o seu fim de fato, no começo de abril desse ano. Já posso colocar no curriculo: Pedreiro, pintor e decorador . :) :p

Algumas dezenas de artigos escritos, dezenas de repositórios criados, alguns amigos ajudados, muito estudo e código desenvolvido. Acredito que isso resume o que foi feito no meu último ano.

Coloquei a Descco(Hoje nerdcalistenico.com.br), como o meu site principal. É uma ideia minha que tive em 2011, que significa Desenvolvimento Estratégico e Criativo da Comunicação. Não é uma empresa ou algo que tenha fins lucrativos. Simplesmente, queria criar um grupo, pois gosto de falar e mexer com outras coisas que não são da área web. Então, não fazia sentido colocar no meu blog, senão iria ficar muito confuso.

Além desse blog, também tenho o IMHO Movies, que dou a minha opinião sobre filmes que vejo, principalmente no cinema. Gosto muito de filmes e IMHO(In My Humble Opinion), traduzindo seria Em minha humilde opinião.

Tenho outros blogs, mas esses são os principais que dou mais atenção. E a Descco, só existe para reunir meus blogs e projetos de código aberto. Nenhuma pretensão de virar empresa ou algo do tipo.

Digamos que sou bem ligado em organização, por isso criei toda essa estrutura. No link, você pode ver a minha separação para os meus repositórios no Github, com uma breve descrição. Gosto de seguir o estilo de cada coisa em seu lugar. #organizacao

Qual foi a mudança?

Primeiramente, na forma de pensar e ter mais certeza de dosar as coisas. Acredito que a maioria das pessoas conhecem a teoria da qualidade de vida, mas praticar é outra história. Principalmente quem é muito novo, nem pensa nisso. Mas devemos nos preocupar. Desenvolvedor gosta de café? Sim. Mas também deixe uma garrafa de água do lado e beba. :)

O trabalho está corrido e prazos complicados? Se isso for constante e não há mudanças, comece a criar novas opções.

Você gosta muito de trabalhar com o que gosta? Se sim, por mais que seja bom, é preciso ter equilíbrio. Tenha boas noites de sono, se desligue do trabalho nos momentos de lazer. Isso te ajuda a ser eficaz e até mais eficiente no trabalho, do que o contrário.

Fora a forma de pensar e experiência adquirida, ter o meu Dojo particular(Github), me trouxe muita satisfação.

Você trabalha em uma empresa por alguns anos, e por N motivos você sai da empresa. E seu código e experiência em alguns casos, só ficam em sua memória. Isso era uma insatisfação que eu tinha. Olhar para trás e só ter lembranças, mas nada registrado em algum lugar ou algo do tipo. É claro, sendo feito dentro da empresa, tem que ficar só dentro da empresa.

Porque não comecei com esses projetos paralelos antes? Por falta de cultura para fazer o mesmo. As vezes mesmo sabendo que é uma boa prática, acabamos deixando de lado por outras prioridades. E em sua maioria o motivo é o trabalho principal.

A analogia

O que é uma empresa para você? O que é uma mãe para você? Apenas refletindo sobre essas duas perguntas, você terá uma analogia muito boa.

Uma boa mãe te cria para o mundo, e uma boa empresa faz o mesmo. Em ambos os casos, existe o apoio e o fornecimento de recursos para o seu crescimento, tanto no pessoal, quanto no profissional.

Então, ter projetos paralelos ou um lugar que não seja ligado a sua empresa atual, não quer dizer que está querendo se desligar ou algo do tipo.

Temos em várias empresas, o Hackathon, que é um evento onde os programadores se reúnem, para passar horas direto programando e trazendo novas ideias. Que é uma coisa muito legal e os projetos podem ou não, serem utilizados pela empresa que organiza.

Nem todas as ideias que os desenvolvedores tem, chega no nível de um evento desses ou ainda não estão maduras o suficiente na cabeça. Para isso temos o Github, onde podemos ter colaborações ou apenas criar um projeto e manter sozinho(a).

Voltando a analogia, um funcionário ou um filho, normalmente tem uma sede de conhecimento e tem aquela vontade de mudar o mundo. Então, você tem uma pessoa que cria várias coisas, estuda e ainda faz bem os seus deveres. Que mal tem?

Acredito que a única questão na analogia, é que uma hora você não vai morar mais com a sua mãe e em uma empresa você pode ficar até se aposentar. Mas como nessas questões, cada caso é um caso, não precisamos entrar nesse detalhe.

As demais semelhanças vou deixar que você pense e reflita, para o tópico não ficar muito extenso. Mas só queria dizer que é uma via de mão dupla. A empresa apoia e dá recursos para o funcionário, e o mesmo evolui e entrega um bom trabalho. Assim, os dois crescem juntos. Se a parceria não for para sempre, mesmo assim os papéis foram cumpridos.

Considerações finais

As vezes em uma empresa, ficamos meses em um projeto. Se não tivermos o pensamento de pequenos projetos paralelos, que podem ser estudos ou até mesmo escrever um artigo, podemos ficar bem desatualizados.

A organização que fiz no meu Github e os blogs, me trouxeram uma grande satisfação. Pra sempre terei os meus registros. Estando em uma empresa, posso levar essa experiência dos estudos que fiz e faço lá. Ao mesmo tempo que estarei focado nos projetos da empresa, poderei continuar atualizado e praticando. E isso é bom para a empresa e para mim. Imagina que você fica 1 ano só em um projeto grande que só usa AngularJS e foca 100% nisso. No próximo projeto, você precisa usar só ReactJS. E aí? Você pode dizer, que pelo menos ficou especialista em AngularJS? Respondo com esse link e cito uma conversa do Suissa:

Suissa qual framework eu devo estudar agora: Angular ou React? (só lembrando que React, é uma biblioteca) – Desconhecido

Todos. – Suissa

Mas assim eu não vou ser especialista em nenhum! – Desconhecido

QUE ÓTIMO! Ninguém deveria ser especialista de framework, frameworks são todos iguais: entregam uma arquitetura pronta, por mais “livre” que seja. – Suissa

Vou deixar alguns links que talvez não tenha relação direta com o artigo, mas são bem interessantes:

E esse vídeo com o Filipe, que faz uma analogia bem legal, fala sobre código limpo e o que fazer quando as coisas não vão bem:

Conclusão

Um ano passa rápido, acredito só ter dedicado menos da metade desse tempo, para os projetos do Github e blogs.

Estamos iniciando o mês de julho, desde o mês passado comecei a buscar uma vaga para me realocar no mercado. Não vou dizer em que pé estou, mas espero ter boas notícias em breve.

Posso dizer que o amor voltou, e depois de todo esse processo. Desenvolvimento web, será a minha paixão pra sempre. Quem quiser me ajudar em projetos ou quiser que eu ajude, pode falar. Vamos trocar conhecimento, que isso é o mais importante.

Recentemente pediram para me definir em uma palavra, e me veio o verbo aprender. Se está desmotivado(a), busque aquela criança que está dentro de você, que quer mudar o mundo. Sei que estou motivado, quando a primeira palavra que vem a minha cabeça é aprender.

Para finalizar, a dica que deixo é se mostre. Crie seu portfólio, participe de eventos, ajude os seus companheiros dos grupos, crie seus projetos e busque fazer o melhor na sua empresa ou onde estiver. Fazer algumas dessas coisas, não quer dizer que está buscando uma nova empresa.

Você aprende se mostrando, trocando ideias e ensinando. E na maioria das empresas, se tem o contrato de confidencialidade ou dezenas de pessoas mexendo no mesmo projeto. Assim, você não pode ter ajuda ou trocar ideias com um pessoal do Japão por exemplo, sobre um módulo sensacional que criou e nem disponibilizar para ajudar outras pessoas. (só um exemplo exagerado, mas você entendeu..) :)

Agora, vamos programar!!! :) :p

Ao fechar este aviso ou continuar navegando no site Nerd Calistênico, você aceita o uso de cookies.

Este site usa cookies para assegurar a melhor experiência para os nossos usuários. Consulte nossa política de privacidade.

Uma nova versão está disponível. Clique aqui para atualizar.