Começando com Wordpress

O WordPress é um CMS(Content Management System), open source escrito em PHP e utiliza o banco de dados MySQL. O mesmo é o sucessor do b2/cafelog, criado por Michel Valdrighi, que foi lançado em 2001. Em 2002, o desenvolvimento do b2, se encerrou. E em 2003, um calouro universitário decidiu criar um fork do projeto. Matthew Mullenweg Charles, juntamente com Mike Little, começaram a criar o WordPress a partir do código do b2.

Pré-requisitos

  • PHP 5.6 ou superior
  • MySQL 5.6 ou superior
  • Módulo Apache mod_rewrite, ativo

Instalação

O download da versão estável pode ser feito no site oficial. Apos o download, basta extrair o .zip no seu servidor.

Configuração

Primeiramente, você precisa criar um banco de dados Mysql e atribuir a um usuário as permissões necessárias. Agora é hora de navegar para o seu site para começar com o processo de instalação.

Você precisará informar algumas informações, como :

  • Nome do banco de dados
  • Nome do usuário do banco
  • Senha do banco
  • Servidor do banco de dados
  • Prefixo utilizado na criação das tabelas

O nome do banco de dados, usuário e senha, você já saberá se fez o primeiro passo informado para a configuração. O servidor, dificilmente precisará ser alterado, podendo manter o valor localhost. Quanto aos prefixos das tabelas, só terá a necessidade de ser alterado, caso tenha múltiplas instalações com o Wordpress no mesmo banco de dados.

Após preencher essas informações no formulário apresentado, basta submeter. Esses dados serão armazenados no arquivo wp-config.php, que estará na raiz do projeto. Caso queira fazer esse passo manualmente, basta renomear ou duplicar o arquivo wp-config-sample.php, que se encontra na raiz do projeto. Dentro do arquivo encontraremos:

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
define('DB_NAME', '[nome_do_banco_de_dados]');

/** Usuário do banco de dados MySQL */
define('DB_USER', '[nome_de_usuario]');

/** Senha do banco de dados MySQL */
define('DB_PASSWORD', '[senha]');

/** nome do host do MySQL */
define('DB_HOST', 'localhost');

// ...

$table_prefix = 'wp_';

O importante é que se tenha o arquivo wp-config, preenchido na raiz do projeto, para que seja identificado a instalação.

Preenchendo as informações do banco de dados pelo navegador ou manualmente, logo após teremos o passo de preencher as informações básicas para o painel de controle. Esse passo, será feito pelo navegador. Informaremos o nome do site e os dados para a criação de um usuário para acessar o painel de controle do WordPress.

Assim, temos uma instalação completa. Podemos fazer o login, para acessar o painel ou ver o site carregado com o tema padrão.s

Estrutura de pastas

  • wp-admin./ - Contém os arquivos(PHP) do paindel de controle e normalmente não são alterados por usuários ou desenvolvedores
  • wp-content/ - Contém os seus temas, plugins e conteúdo carregados e alterados quando você adicionar mídia, plugins e temas
    • languages/
    • plugins/
    • themes/
    • upgrade/
    • uploads/
  • wp-includes/ - Contém arquivos(PHP) do núcleo do WordPress e normalmente também não são alterados por usuários ou desenvolvedores

Conclusão

O WordPress é uma boa ferramenta para criação de blogs, para usuários sem muito conhecimento de desenvolvimento web e desenvolvedores experientes. Poupando tempo para criação de um painel de controle. Nos próximos artigos veremos mais sobre seus recursos.

Ao fechar este aviso ou continuar navegando no site Nerd Calistênico, você aceita o uso de cookies.

Este site usa cookies para assegurar a melhor experiência para os nossos usuários. Consulte nossa política de privacidade.

Uma nova versão está disponível. Clique aqui para atualizar.