Homem-Aranha - Longe de Casa

Homem-Aranha - Longe de Casa

Peter Parker está em uma viagem de duas semanas pela Europa, ao lado de seus amigos de colégio, quando é surpreendido pela visita de Nick Fury. Convocado para mais uma missão heroica, ele precisa enfrentar vários vilões que surgem em cidades-símbolo do continente, como Londres, Paris e Veneza, e também a aparição do enigmático Mysterio.

Dados técnicos

Título original: Spider-Man: Far From Home

  • Data de lançamento: 4 de julho de 2019 (Brasil)
  • Direção: Jon Watts
  • Roteiro: Chris McKenna e Erik Sommers
  • Gênero: Ação, Aventura e Ficção científica
  • País: EUA
  • Duração: 130 min
  • Classificação: 10 Anos
  • Orçamento: $160 milhões

Elenco

Fases do Universo Marvel

Fase 1 (2008-2012)

Fase 2 (2013-2015)

Fase 3 (2016-2019)

Fase 4 (Início 2020)

Opinião

Chegamos ao último filme da fase 3, onde temos a continuação para saber como ficará o legado de Tony Stark (O Homem de ferro).

Antes de assistir nos vem aquela preocupação de como será o Universo da Marvel, após o Os Vingadores: Ultimato. Estou feliz em dizer que continua bem. O longa traz um enredo digno do Homem de ferro e mantém um ritmo bom durante toda a apresentação.

O espectador consegue ser convencido que o protagonista tem um aliado contra um grupo (Elementais) de vilões que não tem uma personalidade humana. Se o filme continuasse nessa linha, teria que se desdobrar, pois um bom vilão se faz necessário em um longa de super-herói.

Temos a grande virada em que o aliado se mostra o vilão do momento. Conseguindo fazer um gancho com o Tony Stark e sua empresa de tecnologia. Sendo uma sacada muito boa para deixar essa passagem de bastão para o Homem-Aranha, muito coerente.

Assim, temos o Peter Parker, interagindo com a tecnologia de ponta ao som de Led Zeppelin. O longa mostra uma história bem preenchida, mantendo o espectador alerta durante toda a sua duração.

Tive uma visão engraçada, pois assisti 2 vezes(com intervalo de 1 dia) ao filme. A parte que acho engraçada é que na segunda vez, o filme me pareceu curto. Sendo assim, posso opinar que está muito bem distribuído o roteiro.

O jogo de câmeras na luta final contra os drones, me deixou um pouco confuso, mas ao mesmo tempo achei impressionante a elaboração da produção e direção para esse momento.

Ao final do longa, temos duas cenas pós-créditos. A primeira cena nos deixa muito empolgados com um terceiro filme do Homem-Aranha. Fechou com chave de ouro o longa. Já a segunda cena, ainda não cheguei a conclusão se foi boa, pois como só teremos os filmes da fase 4, a partir de 2020, fica a ansiedade para entender o que vai acontecer.

Não posso esquecer de comentar sobre Gyllenhaal, que explicou bem o seu papel no Universo da Marvel. Digo isso, porque ele faz interpretações mais complexas e emocionantes. Estava curioso para saber como seria ele em um longa de super-herói, onde geralmente os personagens seguem mais a linha de fantasia. O seu papel se encaixou muito bem no perfil que ele tem mostrado nas suas interpretações nos filmes que já participou.

Também tenho que dizer que senti que Zendaya, estava meio apagada nesse longa. Ela teve suas cenas, mas sinto que ela precisava ter mais participações na ação, como foi quando ela destruiu um drone.

O longa agrada bastante pelo roteiro e pelas tiradas de comédia com Ned e Nick Fury.

Temos o encerramento da fase 3 e grandes expectativas para a fase 4. Então, só vem.

Ao fechar este aviso ou continuar navegando no site Nerd Calistênico, você aceita o uso de cookies.

Este site usa cookies para assegurar a melhor experiência para os nossos usuários. Consulte nossa política de privacidade.

Uma nova versão está disponível. Clique aqui para atualizar.