Spotlight - Segredos revelados

Spotlight - Segredos revelados

Baseado em fatos reais, o longa mostra um grupo de jornalistas que reúne vários documentos que provam casos de abuso de crianças, causados por padres católicos. No decorrer do filme é mostrado que por vários anos, líderes religiosos ocultaram os casos, ao invés de punir os padres envolvidos.

Com Mark Ruffalo, Michael Keaton, Rachel McAdams, Liev Schrieber, John Slattery, Stanley Tucci, Billy Crudup, Brian d’Arcy James e mais.

Título original: Spotlight

  • Data de lançamento: 7 de janeiro de 2016 (Brasil)
  • Direção: Tom McCarthy
  • Roteiro: Thomas McCarthy e Josh Singer
  • Gênero: Drama e Suspense
  • País: EUA
  • Duração: 129 min
  • Classificação: 12 Anos
  • Orçamento: $20 milhões

Spotlight é o nome da equipe investigativa do jornal Boston Globe, os mesmos ficam responsáveis pelas reportagens especiais. A história do filme se passa nos anos 2000. As primeiras reportagens da equipe sobre o assunto do filme, foram publicadas em 2002.

Personagens em destaque: Michael Rezendes Mark Ruffalo, Sacha Pfeiffer Rachel McAdams e Matty Carroll Brian d'Arcy James e Walter Robinson Michael Keaton.

É muito interessante como somos colocados como espectadores no processo de uma investigação jornalística. Sendo mostrados os passos e a burocracia pela qual uma reportagem se submete. E os problemas enfrentados na divulgação de uma matéria grande e que afetará milhões de pessoas.

As atuações são muitos boas e Ruffalo, mais uma vez capricha na atuação.

Mesmo nos deixando cientes desde o início que o assunto que envolve o drama é a ocultação de abusos praticados por alguns padres pedófilos. O suspense com a investigação nos deixa atenciosos do início ao fim.

Não vou entrar no mérito se merecia o Oscar ou não. Pra mim, se encaixa bem na prateleira ao lado de Argo.

A parte técnica que mais me chama a atenção nos filmes é a fotografia. Nesse longa, a responsabilidade fica por conta de Masanobu Takayanagi. A fotografia é muito boa e não posso esquecer de falar da parte da trilha sonora que fica a cargo do Howard Shore.

Conclusão

Acredito que não seja um filme para todos, principalmente para os fãs de apenas ação. Mas ele consegue fazer um belo trabalho de suspense e uma boa estrutura de continuidade. Sem falar no bom trabalho de atuação que é desempenhado por todos os atores. Conta com bons ingredientes, fazendo valer as 2 horas de duração.

Ao fechar este aviso ou continuar navegando no site Nerd Calistênico, você aceita o uso de cookies.

Este site usa cookies para assegurar a melhor experiência para os nossos usuários. Consulte nossa política de privacidade.

Uma nova versão está disponível. Clique aqui para atualizar.